Darkmoon

“Agora quero um ipê
(Me dança esse catupê)
Ou me traz um pinheiro
(Eu me viro com teu cheiro)
O ideal seria uma erva
(Daquelas em conserva)
Mas me cabe um guabiju
(Que não venha com sabitu)
Por que não fruta-do-conde?!
(Ora essa, ela se esconde)
Fiquei então com a figueira
(Eu me habituei na cegueira)”

“Mergulha no que te dá vontade. Que a vida não espera por você.”

 

(via 1mmortal)

(via 1mmortal)

(via 1mmortal)

“Me condenei durante séculos, sem exageros
para alguém que decidiu ofertar uma alma
Alma esta suja, pobre e sem esperanças
De maneira que meu corpo recusasse
O externo jamais precisou se acalentar
diante de algo surreal ou supostamente indestrutível
Nossas pontes jamais se comungaram
devido às correntezas tão violentas
Que levavam embora o nosso destino
Tardio.”

(Fonte: enterrement, via corvus-s)